Especialistas em detecção de sonolência

"Ficar sem dormir por 17 horas possui o mesmo efeito na capacidade de direção que uma Taxa de Álcool no Sangue de .05%. Ficar acordado por 24 hotas possui o mesmo efeito que uma TAS de 0.1%."

A Optalert cresceu a partir da pesquisa e observações clínicas do dr. Murray Johns, uma autoridade mundial em medicina do sono e o inventor da tecnologia de gerenciamento de fadiga da Optalert. Durante seus 40 anos como clínico, o dr. Johns desenvolveu um interesse especial no estado de sonolência e os perigos causados por ele para pessoas cujas vidas dependem delas permanecendo acordadas nos momentos apropriados (por exemplo, quando dirigindo).

Em 1994, foi criado o primeiro protótipo dos óculos de detecção de sonolência da Optalert, utilizando nossa oculografia de refletância infravermelha (IR) patenteada para medir os movimentos dos olhos e pálpebras.

Em 2002, uma nova empresa de pesquisa e desenvolvimento (R&D) chamada Sleep Diagnostics Pty Ltd (que mais tarde se tornaria Optalert Ltda) foi formada como possuidora do patrimônio intelectual (IP) associado para financiar e facilitar seu desenvolvimento. A Optalert Ltda angariou capital privado de investimento em várias etapas, até 2008.

A Optalert efetuou testes de protótipos comerciais internos, assim como em colaboração com organizações de pesquisas independentes, para validar a única Escala de Sonolência Johns, nomeada em homenagem a seu inventor, o fundador da Optalert, dr. Murray Johns, em configurações de laboratório e estudos em simuladores de direção. Em seguida, a Optalert executou extensos testes de campo com o protótipo comercial em empresas de transporte e mineração australianas.

Em 2008, os produtos da Optalert tornaram-se disponíveis comercialmente. Deste ponto em diante, a Optalert passou a desenvolver-se para tornar-se uma iniciativa comercial, adicionando produção e distribuição à função de pesquisa e desenvolvimento da empresa.

Naquele momento, a Optalert redefiniu-se continuamente e aprimorou seu software e hardware para exceder às demandas do mercado, o que incluiu o lançamento de uma unidade fortalecida especificamente militar em 2012.